13 julho, 2021

10 Passos para começar a estruturar um projeto/empreendimento social


Sempre me perguntam: como escrever um projeto? 
Fico sempre pensativa a respeito porque não é uma resposta simples e objetiva de se dar. Posso falar das partes, da importância da escrita, sobre a diferença entre objetivos e metas, mas no fundo...escrever projetos é experiência. 

Fico bem assim, rsrs!


Conforme se exercita, se faz com mais facilidade com o tempo. Se erra, se aprende e se acerta. Porém, antes de mesmo de iniciar a escrever projetos ou planos de negócios em si (se sua ideia tem o viés da sustentabilidade financeira), é melhor pensar na preparação pré-projeto. 

Elaborei 10 passos para começar a estruturar, se preparar e sentir o gostinho do que é um projeto em ação. É loucura total! Você está pront@? 😅


1-Autoconhecimento - Se conheça como pessoa, saiba o que realmente quer realizar na vida.

O processo do autoconhecimento é válido em todas as áreas da vida. Reconheça suas habilidades pessoais: em que realmente és bom, no que pode se aprimorar, o que gosta ou o que não gosta de fazer. O importante é saber o quão flexível você é e até a que ponto está disposto a mudar e adaptar sua ideia/sonho para o meio social. 


2- Conheça sua causa - Estejam atentos aos laços históricos e culturais da comunidade/contexto social.

 

Toda comunidade/contexto/instituição possui especificidades como história e cultura próprias. Por isso, antes de iniciar qualquer trabalho, pesquise a história do local, que tipo de hábitos aqueles moradores possuem e como foi desenvolvido tais hábitos e em que contexto da história geral do país a história da comunidade está inserida, onde localiza-se, de onde essa história e cultura são provenientes. 


3-Pesquise - Pesquise e entre em contato com líderes locais.


Após conhecer a história e principais hábitos dos moradores ou participantes da comunidade, pesquise sobre as lideranças locais, quem são e o que fazem? Marque entrevistas e conversas informais.


4- Conecte-se - Marque visitas/entrevistas a moradores/participantes.


Uma forma bem eficaz de conhecer melhor a comunidade, testar seus conhecimentos e sua ideia de ação é conversando com seus moradores/participantes, perguntando o que os move, o que mais gostam de fazer, o que falta na comunidade, os pontos fortes, o que eles (as) gostariam de mudar na comunidade. Aproveite e fale sobre sua ideia, anote tudo o que foi conversado junto aos contatos das pessoas visitadas/entrevistadas. Não esqueça das fotos, tudo pode gerar uma forma de registro futuro.


5- Organize seus dados - Compile os dados coletados.


Após a realização dos passos acima, é hora de juntar toda a informação adquirida, vista e pesquisada. Coloque tudo no papel e pondere a respeito, desenvolva a sua ideia de ação, vendo o que é ou não viável para a comunidade. 


6– Coloque no papel - Escreva seu projeto/ação.


Coloque tudo no papel, fazendo previsões sobre o que será necessário, como: material pedagógico, espaço físico, quantidade de pessoas, recursos humanos e etc. Depois de escrever e orçar tudo, apresente a proposta para os líderes locais e veja o que se pode adquirir na própria comunidade, pois todas dispõem de galpões, escolas, associações que podem ceder espaço físico ou outros recursos. 


7 – Parcerias - Busque parceiros.


Busque parceiros estratégicos que podem se interessar pela temática de sua ideia, por exemplo: um projeto que será realizado em uma escola, pode interessar a secretarias de educação ou a cursos universitários, que podem ceder recursos financeiros ou humanos ou o envio de estudantes como voluntários para as ações. 


8 – Ação.


Execute ou inicie sua ação. Faça acontecer os primeiros encontros, aulas, ensaios ou qualquer tipo de atividades que seu projeto fomente. 


9- Comunique.


Registre tudo, colete depoimentos que serão uteis ao futuro do projeto. Fique atento as mudanças através da avaliação que deve ser realizada com os participantes, incluindo voluntários, líderes locais e moradores. Crie canais de comunicações como blog, Fanpages nas redes sociais, e-mail, álbuns de fotos e galeria de vídeos. Comunique suas ações ao mundo! 


10 – Avalie.


Após cada ação ou em determinados períodos de tempo realize avaliações junto a sua equipe e aos participantes do projeto. Escute, receba sugestões e adapte críticas que porventura venham a ser uteis a melhorar a estrutura do projeto em ações futuras.


Elaborei uma série de artigos sobre gestão de projetos sociais - está disponível aqui. Confira! 

Esses são apenas alguns pontos para depois de fato colocar no papel sua iniciativa e ir para ações de validação ou prototipagem. Cenas dos próximos artigos! 😉


Até a próxima, 

Manú Oliveira - @manu_brasilis

Fundadora do Social Brasilis - @socialbrasilis 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...