30 setembro, 2019

Educação 4.0: trabalhando com projetos em sala de aula

A tecnologia tem mudado tudo em nosso dia-a-dia. Em 1996, quando ainda não se falava sobre inteligência artificial, big data ou em empreendedorismo disruptivo, Pierre Levy, filósofo francês, já pedia para que fosse feito um grande esforço para aprender, pensar e compreender toda a amplitude da virtualização das coisas” (LEVY, 1996, pp.11-12). Mais de 10 anos depois, esse esforço precisa ser cada vez maior, pois a virtualização das coisas tem mudado, rapidamente, nosso futuro e até mesmo profissões deixarão de existir ou serão modificadas totalmente pelo avanço tecnológico. Estamos preparados para isso? Estamos preparando o futuro da nossa sociedade, que são crianças e jovens, para vivenciar um mundo cada mais digital e tecnológico? Que tipo de danos e consequências essa virtualização tem trazido? E o que podemos impulsionar para gerar um impacto positivo através dela?

A educação 4.0 pode trazer resoluções para essas questões, o que a faz cada vez mais necessária em nossos dias. É preciso desenvolver habilidades necessárias ao cidadão do futuro e esse futuro já está acontecendo. Para conviver com as inúmeras inovações, para ser o profissional que a  indústria 4.0 passa a buscar, para trabalhar com visão crítica e social buscando soluções para problemas complexos, para converter toda a massa de informação que recebemos diariamente em conhecimento válido e significativo e um dos mais importantes...ter inteligência emocional para toda essa mudança. Essas são apenas algumas das habilidades e competências que a educação 4.0 objetiva-se a desenvolver. Se tudo tem mudado, a educação através da escola também precisa mudar, não acham?


Após inúmeras discussões e debates com professores e especialistas da área,a BNCC - Base Nacional Comum Curricular - está em fase de construção e ela determina mudanças que uniformizam escolas públicas e privadas em uma única direção didática, buscando trabalhar habilidades e competências uniformes para crianças e adolescentes. Ela determinará, também, diretrizes para a formação continuada de professores para serem treinados nessas novas competências 4.0, sobretudo.

Uma alternativa eficaz para já desenvolver uma turma ou sala de aula nesses quesitos é através das metodologias ativas da educação, que são:

“As metodologias ativas consistem na mudança do paradigma do aprendizado e da relação entre o aluno e o professor. O aluno passa então, a ser o protagonista e transformador do processo de ensino, enquanto o educador assume o papel de um orientador, abrindo espaço para a interação e participação dos estudantes na construção do conhecimento.” (Fonte: somospar.com.br)

 Uma das práticas ativas é a aprendizagem mediada por projetos ou por desafios, que usamos bastante em programas do @socialbrasilis para trabalhar também a visão empreendedora do público. Experimente levar para a sala de aula um desafio da comunidade do entorno escolar, da escola, da sociedade para saber a opinião dos alunos, o que pensam a respeito e o que esperam do futuro sobre isso. A partir disso, busque trabalhar os sonhos dos jovens para aquela esfera e os façam pensar que coisas podem ser pensadas para começar a resolver o problema agora, com aquilo que possuem em mãos ou que pode ser captado na escola ou no entorno escolar.

Exemplo:

Em uma turma do programa Game Olhares do Social Brasilis - programa gamificado que busca desenvolver em jovens habilidades 4.0 e da cultura digital - trabalhamos os sonhos da turma para a sociedade. Diversos sonhos saíram, mas o de um garoto de 12 anos chamou atenção: melhorar o trânsito local da cidade, principalmente, em frente a escola, onde o tempo dos semáforos estava descoordenados de acordo com ele e além disso, faltava sinalização que orientassem pedestres e motoristas. Nosso facilitador perguntou: E aí o que podemos fazer para começar a solucionar esse problema? O jovem, junto a sua equipe, foram a campo e fotografaram, usando as câmeras dos celulares tudo o que viram no trânsito da cidade e elaboraram um material de conscientização em vídeo explicando as pessoas a importância de entenderem as regras do trânsito para maior segurança de todos. O projeto da turma foi visto por toda a instituição e seus professores para que medidas fossem tomadas mas, acima de tudo, ensinadas a todos. 

Esse é apenas um exemplo, mas muitas outras nuances podem surgir.  Aguarde o próximo artigo sobre educação 4.0 no ambiente corporativo.

Conheça o Social Brasilis, negócio social cearense que desenvolve metodologias e programas que buscam capacitar as pessoas por meio da educação 4.0. Visite nosso site e conheça mais sobre nossos serviços: https://socialbrasilis.com.br/trabalhe-conosco/ ou fale diretamente conosco: contato@socialbrasilis.com.br

Artigo original no Linkedin - aqui

26 setembro, 2019

O que é educação 4.0?

Temos vivido, no decorrer da história, um grande boom de informações e avanço tecnológico. Quem acompanhou o final da década de 90 e início do anos 2000 com o pânico gerado pelo bug do milênio com o medo dos sistemas de computadores não registrarem o 00 da nova década e causar uma estagnação e caos mundiais, começou a sentir o que a tecnologia causava e ainda causa de espanto na sociedade. Hoje, na era da inteligência artificial, das novas profissões e comunicações parece absurdo, hilário, porém, real que estamos ainda acanhados com o advento, veloz, dessas novas tecnologias e por consequência, da nova educação e economia.

Toda essa transformação requer de nós, consumidores, estudantes, professores e profissionais, uma nova postura em relação às novas redes. Postura essa para lidar e crescer junto às novas tecnologias e não a mercê delas. Novas habilidades e competências estão sendo requeridas para vivenciar a transformação da sociedade em todos os âmbitos. Essas habilidades, que chamamos de habilidades 4.0, estimulam a todos a pensar fora da caixa, a estimular a criatividade, a inovação, a inteligência emocional e o uso tecnológico positivo desde a escola e isso não é novo, apenas se tornou uma necessidade mais latente no mundo de agora.


O conceito da educação das múltiplas inteligências para formar um cidadão mais integral para o futuro já era pincelado por Edgar Morin em “Os sete saberes necessários à educação do futuro” (2003) e Paulo Freire em sua aprendizagem significativa estimulando a visão de mundo do participante e o ensino prático e significativo para além da sala de aula (1992). A educação 4.0 visa formar a população em um ensino prático, significativo, com impacto social e que estimule o protagonismo das pessoas. Existem diversas técnicas, conceitos, estudos na área que buscam formar a pessoa para essa nova era de inovação e da economia.

Nessa série de artigos será retratado um pouco sobre como trabalhar pelo ensino/facilitação prática, baseada por projetos, em diferentes contextos: sala de aula, empresa e comunidade. Como trabalhar a educação 4.0 para o desenvolvimento de habilidades e competências do futuro em diversos ambientes e objetivando o desenvolvimento de indivíduos? Os exemplos estão pautados no trabalho realizado por nós, do Social Brasilis, através de casos reais e práticos oriundos do nosso trabalho de campo, tal como de exemplos pessoais trabalhando o empreendedorismo social em diversos contextos sociais.

Vamos juntos descobrir o que a educação 4.0 nos reserva! A partir desta semana um novo artigo para o trabalho com projetos em diferentes contextos. Serão 04 artigos para iniciar a educação 4.0 e desenvolver habilidades em pessoas.

Conheça o Social Brasilis, negócio social cearense que desenvolve metodologias e programas que buscam capacitar pessoas por meio da educação 4.0. Visite nosso site e conheça mais sobre nossos serviços: https://socialbrasilis.com.br/trabalhe-conosco/ ou fale diretamente conosco: contato@socialbrasilis.com.br

Texto original para o Linkedin - aqui

20 setembro, 2019

Estou de volta!


Estou de volta a esse meu canal de comunicação que tem sido meio que, esquecido por mim, sorry! Me perdi nos trâmites de empreender, mas tudo se torna mais significativo quando compartilhamos o aprendizado com o mundo, para quem possa servir.

Na verdade empreender socialmente não tem sido simples, tem sido o contrário disso! 100% nada romântico, 100% adrenalina pura! O intuito desse espaço é, justamente, compartilhar com todos e todas o caos, a mágica e a transformação do empreendedorismo de impacto social que só quem empreende de verdade pode contar.

Estou em outra fase da vida. Várias mudanças aconteceram e muitas estão por vir...a imersão em mim mesma tem sido intensa e dura (oh, God), mas já estou pronta para começar os compartilhamentos. Assim como Fernando Pessoa fala que...


“...É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos” (Fernando Pessoa, disponível aqui )"


Estou ainda nessa travessia ai, espero celebrar essa transformação nesse diário de bordo.
Portanto, estou no comando agora! Avante!


via GIPHY


Meus canais:

Meu Instagram - @manu_brasilis

Meu Linkedin - aqui  - mais profissa!

E-mail: emanuelly@socialbrasilis.com.br


LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...