segunda-feira, 25 de dezembro de 2017

O que é protagonismo?

Senti necessidade de escrever esse texto e retratar um pouco o que foi a vivencia, durante o ano de 2017, do que seja o termo protagonismo na vida real, na prática.

Para iniciar, vamos conceituar o que seja o protagonismo. O protagonismo padrão é aquele que um personagem na ficção interpreta o papel principal em um filme, novela, conto e por ele/ela e para ele/ela a trama (história) é construída. O protagonista é o centro e ao seu redor surgem papeis antagônicos que, por sua vez só existem para cumprir a missão de existir e a importância do papel principal do protagonista. 

Se transpormos essa explicação para nossa vida real, onde tudo realmente acontece, na escola, na universidade, na rua, enfim, na vida, diríamos que precisaríamos mais protagonistas que assumam papeis principais para iniciar uma história, uma revolução (temos vilões demais). Uma revolução positiva, pois como protagonista, ele/ela cria papeis secundários a seu redor para compor todos os personagens de uma trama, que agora é real, para a transformação, para fazer uma ação acontecer em um dado contexto social, formando o climax da história desse ser real. 

Precisamos de um climax em nossas vidas. Daqueles pontos mais importantes da nossa vida, divisores de água e que, por sua vez, tiveram protagonistas responsáveis por eles e por causa disso construíram e impactaram a sua história de vida e que por eles você é infinitamente grato/grata, não é assim? Eis aí...o protagonismo que estou falando.

Projeto Arruaça - arte jovem circense - Fortaleza-CE

Durante o ano de 2017 e juntamente com a equipe que faz parte do meu empreendimento social (o Social Brasilis conhecer aqui), trabalhamos para desenvolver esse potencial jovem de ser diferença na vida, nas pessoas, nas comunidades. Precisamos dar asas reais para nossa juventude e assim formar cidadãos mais conscientes no futuro. Nós precisamos disso...abra seu jornal diariamente e perceba essa necessidade.

Estimulamos e ensinamos a jovens a pensar ideias, a desenvolver e concretizar seus sonhos (uns até achavam que não tinham sonhos) através de práticas de construção e gerenciamento de projetos, comunicação, tecnologia e jogos. Tudo isso, tentando falar a linguagem do jovem e não ser um conhecimento/projeto idealizado de cima para baixo.

Projetos de jovens audiovisual e arte cênicas - Fortaleza-CE

Vimos muitas ideias surgirem, ações sociais sendo realizadas em escolas, comunidades, instituições sociais...jovens que descobriram seus sonhos. Entrevistamos esses novos protagonistas e vimos que em uma média de 10 jovens, 08 sonham com a universidade e ainda a vêem distante da realidade em que vivem. Além de palavras como combate ao bullying e a violência, arte e sustentabilidade foram os sonhos mais citados pelos jovens...ah, passaram por nós mais de 300 jovens em 2017.

O que quero transmitir nesse texto é que a palavra "protagonismo" em si não importa. Que palavras sem ações não possuem sentido. Que protagonismo é encontrar seu propósito de vida, é buscar por seu empoderamento e empoderar outras pessoas. Só assim a gente muda e muda o mundo a nossa volta.

Fonte imagem: https://frasesparaoface.com/enfrenta-qualquer-como/


Escrevo, também, pois fui muito questionada pelo significado da palavra, mas perceba como é legal brincar com a língua, com a linguagem em si...encontrar significado ou dar novos significados a palavras através de um contexto dentro de uma frase ou texto, isso é sintaxe, no termo padrão da nossa língua, mas digo que é brincar com as palavras e fazer delas significativas para alguém. Nós "brincamos" até com a tecnologia utilizamos uma hashtag (#EuSouProtagonista) aquele jogo da velha seguida por palavras todas juntas que são usadas nas redes sociais como mecanismos de busca.

Para concluir, a palavra "empoderamento" que tanto escutamos/lemos ultimamente para empoderar indivíduos, mulheres, jovens e etc. Foi trazido por Paulo Freire, educador brasileiro, da palavra empowerment que meio que não existia ou não era usada nas nossas terras tupiniquins tão precisadas (Ver kit de empoderamento Moporã). Que paradoxo! Estamos cheio deles...então usem as palavras dando sentido a elas através de ações, gestos, se empoderem e encontrem seu propósito de vida e assim alguém já não será tão infeliz.



Saiba mais:
-Projeto de vidas - construa o seu aqui.
-Curso de projetos de vida SB aqui.
-Empoderamento feminino aqui.
-Campanha #EuSouProtagonista 2017 aqui.


Feliz 2018
Manú Oliveira


Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...